SERVIDORES DA SEGURANÇA PÚBLICA FECHAM A PRAÇA SETE E PROMETEM PARALISAÇÃO

25299345 1766158360123928 1868382664906081650 nMais de mil servidores da segurança pública, como policiais militares, civis, bombeiros e agentes penitenciários e socioeducativos, reformados, aposentados e da ativa, como também mais de vinte presidentes de associações e entidades de classe, realizaram manifestação na tarde desta sexta-feira, 15/12/2017, quando fecharam a Praça Sete de Setembro, no centro da capital, e queimaram caixões com fotos do Governador do Estado e do Comandante Geral da Polícia Militar, e cobraram uma posição, por parte do governo do Estado, sobre o fim do parcelamento dos vencimentos e reposição das perdas inflacionárias, que já somam 22% de acordo com o IPEA.

Os profissionais da segurança pública de Minas Gerais estão recebendo os salários parcelados desde janeiro de 2016, ou seja, há quase dois anos. Agora, o Governo de Minas também enrola até para divulgar a escala de pagamento. Já sobre a reposição da inflação, os mesmos servidores estão há três anos sem a revisão geral anual assegurada pela CR/88, em seu artigo 37.

Sobre o 13º salário, o Governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, do PT, está enrolando, uma vez que estava informando que aguardava um projeto ser votado no Senado. Em entrevista à Rádio Itatiaia no dia 12/12/2017, ele informou que quem estava cuidando da parte da negociação com banco é o Secretário da Fazenda. No dia 13/12/2017, em entrevista a mesma rádio, o secretário de Planejamento, Helvécio Magalhães, admitiu que não havia recurso garantido para o 13º salário. Já na manhã desta sexta-feira, 15/12/2017, o Comandante Geral da PMMG divulgou uma nota informando que o 13º salário será pago em duas parcelas, sendo a primeira no dia 26 de dezembro e a segunda no dia 19 de janeiro de 2018.

25348806 1766158923457205 1070791158212469848 nSegundo o deputado Sargento Rodrigues, o Governador do Estado, Fernando Pimentel, do PT, está enrolando os servidores públicos estaduais dizendo que precisa da aprovação do projeto da securitização na Câmara dos Deputados e Senado, uma vez que divulgou a escala de pagamento do 13º salário na data de hoje. “Ontem eu disse da tribuna da Assembleia que o Governador estava enrolando, mentindo, que precisava aprovar um projeto para pagar o 13º salário. A audiência pública de ontem foi decisiva para a união da nossa classe. Hoje, sabendo que iríamos fechar a praça sete já anunciou que tem o dinheiro para pagar o 13º. Ele não tinha o dinheiro, mas arrumou”, disse.

Sargento Rodrigues também lembrou das mortes dos servidores da segurança pública, em razão da atividade, que já somam 16, apenas este ano e 36 desde que o governo do PT assumiu o cargo, ocasião em que pediu um minuto de silêncio em respeito aos companheiros.

Ao final, foi anunciado o próximo ato, que será uma assembleia geral na próxima quarta-feira, às 14h, no Clube dos Oficiais da Polícia Militar (COPM).

Veja mais fotos aqui.

NOTÍCIAS IMPORTANTES