REFORMA DA PREVIDÊNCIA É DEBATIDA EM SEMINÁRIO ORGANIZADO PELA ASPRA, COM PARTICIPAÇÃO DO DEPUTADO SARGENTO RODRIGUES

O deputado Sargento Rodrigues participou, na manhã desta sexta-feira (05/04), do Seminário sobre a Reforma da Previdência “A previdência dos militares vale uma guerra: lutar e resistir”, organizado pela ASPRA. Os trabalhos foram coordenados pelo presidente da ASPRA, subtenente Heder Martins de Oliveira. Compuseram a mesa, o Comandante-geral da PM, Coronel Geovane Gomes da Silva, o Comandante-geral do BM, Coronel Edgard Estevo da Silva, os deputados federais Subtenente Gonzaga e Capitão Alberto Neto, eleito pelo Amazonas), os deputados estaduais Sargento Rodrigues e Coronel Sandro, além de representantes de associações da classe. Na plateia, estavam os alunos do Curso de Formação de Sargentos e outros militares.

O evento foi aberto com a fala do Comandante-geral da PM, que ressaltou a importância que os representantes políticos têm para classe, principalmente em um momento como esse, em que a defesa dos direitos dos militares é fundamental, face a reforma da previdência em tramitação no Congresso Nacional. Ele afirmou que o comando confia no trabalho dos deputados e os tem como parceiros, na representação e defesa da classe. Sua fala foi reforçada pelo Comandante-geral do BM, que ainda destacou o pioneirismo de Minas em relação às legislações que regem a carreira militar, em especial a questão previdenciária.

O deputado Sargento Rodrigues iniciou sua fala destacando a importância deste reconhecimento por parte dos comandos. “Não poderia deixar de registrar o quanto a fala dos comandantes é importante e gratificante para nós, que somos representantes eleitos pela classe. Saber que trabalharemos em parceria, em prol da defesa dos interesse dos militares de Minas, nos fortalece. Temos todos os mesmos objetivos”, ressaltou.

Sobre a PEC 06/2019, o deputado deixou claro que, da forma como foi apresentada, não contempla os militares estaduais, em especial os de Minas, uma vez que nossas legislações específicas já estão bastante avançadas, citando conquistas como o Estatuto dos Militares, a promoção por tempo de serviço e aposentadoria aos 25 anos de serviço para as mulheres. As mudanças propostas pelo Governo Federal, em especial o artigo 142 da matéria, cria uma insegurança jurídica enorme e ainda coloca em risco o IPSM. “A reforma da Previdência não pode tratar todas as categorias da mesma forma. As especificidades de cada profissão precisam ser levadas em consideração”, afirmou Sargento Rodrigues.

O deputado pediu aos militares de Minas que entrem na luta. “Nós, deputados, vamos travar uma guerra em defesa dos nossos direitos, se necessário for, junto com os comandantes PM e BM. Estamos unidos! Todos podem ajudar, mandando e-mails para o Presidente Jair Bolsonaro, para os deputados federais e senadores, manifestando a insatisfação da classe e reforçando que a proposta não nos atende. Como presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia, já aprovei requerimento para que façamos uma audiência pública sobre a PEC 06/19, com foco nos militares, para aprofundarmos nas discussões, esclarecermos dúvidas e traçarmos nossas estratégias de ações”.

Ao final, Sargento Rodrigues parabenizou a ASPRA pela iniciativa e organização do evento.

 

Voltar
Ações Sargento Rodrigues

GABINETE

Rua Rodrigues Caldas, 79 | Edifício Tiradentes
5º andar | Sala 2 | Bairro Santo Agostinho
Belo Horizonte/MG | CEP: 30190-921
Tel: 31 2108-5200 | Fax: 31 2108-5201

Será um prazer receber sua mensagem e agradecemos a sua participação. Aproveite e cadastre-se para receber em seu e-mail as últimas notícias sobre o mandato do deputado Sargento Rodrigues.