AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE O AUMENTO DE ROUBOS DE CARGAS DE MEDICAMENTOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS

21728029 1648800058526426 4349137347452828991 nNa manhã de hoje, 12/9/2017, foi realizada audiência pública na Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para debater o aumento de roubos a cargas de medicamentos, o que além de provocar prejuízos financeiros às empresas transportadoras, tem comprometido a distribuição de remédios em todos o estado de Minas Gerais, bem como fazendo dos motoristas e trabalhadores do transporte vítimas desses crimes.

O deputado Sargento Rodrigues solicitou a realização da audiência após a verificação do registro de inúmeras ocorrências relativas a esse tipo de ação criminosa executada, em especial, durante o transporte dos medicamentos de Belo Horizonte e região metropolitana às unidades de distribuição.

Entre os convidados presentes estavam os representantes das empresas 3G LOG Transportes Ltda, DNG Transportes e Profarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos, que foram vítimas de 17, 11 e 12 roubos de cargas respectivamente, no período de janeiro a agosto de 2017. Segundo Luciano Medrado, diretor técnico da Federação das empresas de transporte de cargas de Minas Gerais: “Medicamento é o terceiro item mais roubado. No ano passado foram R$ 218 milhões em cargas roubadas no Estado”.

O deputado salientou o descaso do governo do estado com ações criminosas como estas e com a segurança pública em geral em Minas Gerais, e garantiu que a Comissão de Segurança Pública tomará providências, mesmo com a ausência de órgãos como a Polícia Militar, a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal e o Ministério Público na audiência pública de hoje.

Rodrigues apresentou requerimentos que pedem providências acerca da situação do aumento dos roubos de carga. O primeiro deles é para que seja realizada visita às Superintendências Regionais da Polícia Federal, bem como da Polícia Rodoviária Federal em Minas Gerais, considerando as graves denúncias realizadas durante audiência pública da comissão que debateu a incidência de roubos a cargas de medicamentos.

21728104 1648800325193066 3157720602262874322 nO segundo requerimento solicita que seja encaminhado à Presidência da República e ao Ministério da Justiça, pedido de providências para priorizar o aumento e a distribuição de efetivo da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal para o Estado de Minas Gerais, uma vez que a maior malha viária de rodovias federais do país está em Minas, bem como há o considerável aumento da prática de roubos a agências bancárias com a utilização de explosivos, a incidência de roubos de cargas em rodovias federais que atravessam Minas Gerais e outras modalidades criminosas, cuja competência originária de investigação e repressão constitui atribuição das forças federais de segurança pública.

Outro requerimento apresentado pede que seja encaminhado à Chefia da Polícia Civil e ao comando-geral da Polícia Militar pedido de providências para a criação imediata de força-tarefa permanente e interinstitucional, com a participação da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de Minas Gerais, com vistas a proceder à repressão qualificada aos crimes de roubos e furtos de cargas em todo o Estado.

Por fim, o deputado apresentou requerimento para que seja encaminhado à Chefia da Polícia Civil e à Vigilância Sanitária do Estado, órgão que integra a Secretaria de Estado de Saúde, pedido de providências para a criação imediata de força-tarefa permanente e interinstitucional, voltada para a fiscalização de farmácias da Região Metropolitana de Belo Horizonte e de todo o Estado em que haja suspeita de comercialização de medicamentos oriundos de crimes de roubos e furtos de cargas, conforme graves denúncias apresentadas em audiência pública da comissão.

Fotos: Guilherme Bergamini/ALMG

PANFLETAGEM – MANIFESTAÇÃO – 13 DE SETEMBRO

21369131 1641957122544053 8533784425440967729 nO deputado Sargento Rodrigues e a equipe do seu gabinete panfletaram na porta do 1º BPM, Centro Odontológico e HPM, como também no CICOP, na manhã desta quarta-feira, 6/9/2017, para convocar os servidores da segurança pública para a mobilização pela garantia dos direitos da classe das forças de segurança, que será realizada no dia 13 de setembro, às 13h, na Praça da Liberdade.

Vamos à luta! Juntos somos mais fortes!

Veja mais fotos aqui.


COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA VAI DISCUTIR SUCATEAMENTO NAS DELEGACIAS NO INTERIOR DO ESTADO

21271007 1641222045950894 90361980048448345 nA Comissão de Segurança Pública aprovou na manhã desta terça-feira, 5/9/2017, requerimento de autoria do deputado Sargento Rodrigues, para que seja realizada audiência pública para discutir as precariedades das delegacias de polícia localizadas no interior do estado, especialmente nas regiões do Vale do Aço, Rio Doce, Mucuri, Jequitinhonha e Norte, devido as denúncias de ausência de materiais básicos como papel higiênico e canetas para os servidores públicos, além da insuficiência no efetivo de policiais.

Segundo matéria publicada hoje, no jornal Metro, a situação na qual se encontram essas delegacias é preocupante. Além da falta dos materiais básicos, que em alguns casos são doados por comerciantes dos municípios, a falta de efetivo prejudica, entre outras coisas, os plantões aos fins de semana e investigações, sendo necessária a contribuição de servidores das prefeituras das cidades.

Sargento Rodrigues denunciou as formas como o Governo do Estado vem maquiando os dados sobre a Segurança Pública no estado e afirmou que as Polícias Militar e Civil estão entrando em colapso, principalmente, pela falta de efetivo, questão para qual que o Governo não se atenta.

Ao final, o deputado salientou a importância da presença dos representantes de algumas entidades na audiência pública que será realizada, como da Associação dos Delegados, do Sindicato dos Delegados de Polícia de Minas Gerais (Sindepominas), e dos Sindicatos dos Escrivães, dos Peritos e Médicos legistas, e dos Investigadores.

Leia a matéria do Jornal Metro aqui.

Foto: Guilherme Bergamini/ALMG


Cemig falta à audiência pública sobre cobrança ilegal do ICMS sobre as contas de energia elétrica

21272224 1640357376037361 7138577492787296122 nA Comissão de Defesa do Consumidor e do Contribuinte realizou, nesta segunda-feira, 4/9/2017, a pedido do deputado Sargento Rodrigues, audiência pública para debater e propor soluções para o grave problema, que vem lesando o consumidor, da cobrança indevida do ICMS sobre a totalidade do valor das contas de energia elétrica.

A necessidade da audiência se deu uma vez que só é permitido que se exija do consumidor final de energia elétrica o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o valor do efetivo consumo da energia, e a Cemig está exigindo o ICMS sobre outras tarifas e tributos, entre eles, a Tarifa de Uso do Sistema de Transmissão de Energia Elétrica (TUST), e a Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição de Energia Elétrica (TUSD), além dos tributos PASEP e COFINS.

21314392 1640357562704009 1575090369781731833 nA Cemig, não enviou nenhum representante à reunião, e alegou que é apenas um agente arrecadador e que segue as diretrizes do governo do estado. Todos os convidados presentes questionaram a ausência da Companhia, bem como da Secretaria da Fazenda, e o deputado Sargento Rodrigues afirmou ser um absoluto desrespeito com os consumidores, que estão sendo assaltados por pagar altíssimos impostos de forma abusiva e ilegal. “Milhões de consumidores em Minas Gerais estão sendo lesados, tanto pessoas físicas quanto jurídicas”.

O deputado Sargento Rodrigues apresentou um requerimento para a realização de nova audiência pública, desta vez convocando os representantes da Cemig e da Secretaria da Fazenda, considerando a ausência de ambos na audiência desta tarde.


MOBILIZAÇÃO DOS SERVIDORES DA SEGURANÇA PÚBLICA DE MINAS GERAIS PELA GARANTIA DOS NOSSOS DIREITOS E CONQUISTAS

Todas as entidades de classe das forças da segurança pública de Minas Geraise seus associados estão convocados a participar da mobilização no dia 13/9/2017.

Nosso objetivo é exigir que o Governador do Estado conceda a reposiçãodas perdas inflacionárias e retorne o pagamento integral para o 5º dia útil.

Estamos há três anos sem reposição das perdas salariais.

Se você continuar de braços cruzados, discussão do aumento só em 2019.

VAMOS À LUTA!

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

Veja o vídeo aqui.


NOTÍCIAS IMPORTANTES